Dicas

Facebook live e YouTube live: Guia para fazer a sua transmissão

Facebook Live Youtube Live

Em tempos de isolamento social, Facebook live e YouTube live se tornaram as principais ferramentas para conversar com o mundo e o portal SoluDig fez um guia completo para que você não fique fora dessa e faça a sua transmissão ao vivo. Bem vindo à era das lives!

2020: O ano das lives

Com o surgimento da COVID-19 e as seguidas recomendações de isolamento social como a principal ferramenta para contenção da pandemia que vivemos, o mundo vive um momento jamais visto em toda a história.

São momentos difíceis sem dúvida e de muitas incertezas políticas e econômicas. Por outro lado, não há nenhuma dúvida de que 2020 será lembrado como o ano das lives.

Nesse cenário, Facebook Live e YouTube Live, as duas principais ferramentas de transmissão ao vivo viram suas audiências dispararem nas últimas semanas. Desde pequenas lives para unir grupos distanciadas pela pandemia a grandes produções diretamente da casa de duplas sertanejas famosas.

Você não quer ficar de fora dessa, né? O portal SoluDig montou esse guia completo com tudo que você precisa saber para fazer sua live ser um sucesso!

Mas afinal, o que é uma live?

A live é uma transmissão em tempo real de áudio e vídeo por meio da internet, o famoso “ao vivo”. Essa transmissão pode ser feita por ferramentas online como o Facebook Live ou Youtube Live, seja de um smartphone, tablet ou computador.

Muito usada por jogadores de jogos digitais, as lives também são chamadas de streams, e os jogadores então chamados de streamers, que utilizam de outras ferramentas como a Twitch Live, plataforma de transmissão voltada para jogos.

Quero fazer a minha live. Facebook Live ou YouTube Live? Por onde começar?

A grande magia das lives é que QUALQUER PESSOA, é isso mesmo, qualquer pessoa pode fazer uma live. Basta que você tenha um smartphone, tablet ou computador com câmera e acesso a internet.

Qual dispositivo de vídeo usar?

Hoje em dia todos os modelos de smartphone do mercado, desde os dispositivos de entrada até os top de linha possuem boas câmeras, boa conectividade e boa capacidade de processamento para realizar uma live. O mesmo vale para os tablets, por isso sempre que falarmos em smartphones nesse guia, lembre-se que seu tablet pode fazer as mesmas funções, ok?

O mesmo vale para a maioria dos notebooks do mercado. Todos os modelos têm saído de fábrica com boas câmeras embutidas, o que permite usá-los para lives. Alguns modelos inclusive saem já com duas câmeras, uma frontal e uma traseira, já com o intuito de serem usados não apenas para transmitir seu rosto, mas também para transmitir coisas acontecendo ao redor.

Quando o assunto são os famosos desktops, ou computadores de mesa, é menos comum que eles saiam de fábrica com câmeras, as chamadas “webcams“, mas não se preocupe. Há modelos de webcam que oferecem boa qualidade no mercado a preços bastante acessíveis. Inclusive muitas delas já trazem junto um microfone embutido, para baratear ainda mais uma transmissão.

Todos os dispositivos citados acima tem aplicativos nativos ou formas de acessar via browser o Facebook Live ou o YouTube Live. Vamos falar desse assunto adiante nesse guia.

Qual dispositivo de som usar?

Falando em microfone, ele é outro ponto de extrema importância na sua live, afinal, tão importante quanto mostrar por vídeo às pessoas o seu conteúdo, é fazer com que elas escutem com qualidade tudo que está acontecendo na sua transmissão, seja ela de música, uma reunião de um grupo, um tutorial , uma transmissão de jogo ou uma simples conversa descontraída.

É importante ter em mente que embora smartphones, tablets e notebooks tenham microfones embutidos, eles são feitos para captar som de voz, preferencialmente em ambientes pequenos e com pouco ruído externo.

Então lembre-se de escolher um bom lugar para fazer a sua live, evitando barulhos como de televisões, rádios, avenidas movimentadas ou obras. Quanto menos ruído no som captado, melhor vai ser a experiência de quem está ouvindo.

Não esqueça também de ficar o mais próximo possível do microfone, mas nunca perto demais, pois aproximar demais do microfone pode gerar ruídos desagradáveis como os famosos “pop” ou “clicks”, onde o som está alto demais para aquele microfone, distorcendo o som.

Se você pode investir um pouco mais e espera um resultado mais profissional, um microfone externo como microfones de lapela ou microfones de palco ou ainda microfones condensadores são opções para profissionalizar a sua transmissão, seja usando o Facebook Live ou YouTube Live.

Qual ambiente usar?

Já vimos na parte de som que escolher um bom lugar para a sua transmissão é parte fundamental de uma live de qualidade. Mas evitar ruídos externos ou estar próximo ao microfone não são as únicas variáveis nesse assunto.

Vídeos nada mais são do que luz entrando nas lentes das câmeras e sendo codificados em sinal digital. Ou seja, não existe boa gravação ou transmissão de vídeo sem uma boa iluminação.

Prefira ambientes com luz natural, sempre com a luz pegando na parte da frente de quem está sendo gravado, nunca na parte de trás (o que vai fazer com que a pessoa fique escura e o fundo claro demais).

Se você não tem acesso a luz natural, como numa live à noite, escolha seu ambiente mais claro. Se possível, complete a iluminação com mais alguma fonte de luz. Aquele abajur da sua cabeceira já ajuda, é só posicioná-lo de forma a clarear ao máximo o que ou quem está sendo filmado.

Plataformas de transmissão: Facebook Live x YouTube Live

Chegou a hora de ir ao que interessa. Facebook Live ou Youtube live, qual a plataforma de transmissão mais adequada para a sua live? Qual a mais fácil de usar? Qual a mais fácil de divulgar? E como usar? São muitas perguntas, e a gente explica tudo isso agora!

Facebook Live

Lançado em meados de 2015 para concorrer com o grande sucesso do Snapchat e Periscope o Facebook Live surgiu como uma ferramenta apenas para contas verificadas de famosos no Facebook.

Apenas quatro meses depois, no início de 2016, a ferramenta começou a ser liberada para todos os usuários da plataforma de forma gradativa, começando com usuários do EUA que tivessem iPhones.

Logo o Facebook Live foi liberado para outras plataformas e países, posicionando de vez o Facebook como um player do mercado de transmissões ao vivo.

Por que usar o Facebook Live?

Entre os motivos pelos quais recomendamos o uso do Facebook Live estão:

  • Fácil de usar;
  • Fácil de compartilhar sua live com seus amigos;
  • Ser integrado com o Facebook;

Aqui já temos a primeira grande vantagem do Facebook Live em relação ao Youtube Live, que é a integração social com o Facebook.

Se você está fazendo uma live para um grupo de pessoas conhecidas, como um grupo de amigos, colegas de trabalho, ou um grupo religioso, você com certeza vai preferir o fazer no Facebook Live, pois é muito mais simples de compartilhar e acompanhar as interações dos viewers, afinal, você já os tem como contatos, o que faz eles receberem automaticamente as notificações da plataforma e interagir com comentários e likes.

Além disso, a ferramenta é muito simples de usar, tanto em smartphones quanto em computadores.

Iniciando uma Facebook Live pelo smartphone

Facebook Live
Facebook Live

Para começar uma transmissão ao vivo, na tela inicial do Facebook para smartphones, basta clicar no botão “Ao vivo“.

Facebook Transmissão Ao Vivo
Facebook Live vai solicitar acesso à câmera e microfone

Na primeira transmissão em um dispositivo, o Facebook vai pedir permissão para acessar a câmera e o microfone. Pronto! Agora é só clicar em “Iniciar vídeo ao vivo” para iniciar sua live no Facebook. Seus amigos serão notificados automaticamente e verão a preview da sua transmissão em suas lives. Você também pode convidá-los para assistir.

YouTube Live

Lançado no Brasil no final de 2010, cinco anos antes do seu concorrente Facebook Live, o YouTube Live estreou com um show de três horas com os sertanejos João Bosco e Vinicius, Michel Teló, Luan Santana, Bruno e Marrone e Victor e Léo.

Curiosamente, 10 anos depois, o YouTube live voltou à cena com força graças aos super bem produzidos e com números absurdos de viewers de show sertanejos, que impedidos de fazerem seus shows devido à pandemia resolveram usar esse canal para se aproximar dos seus fãs.

Mas nem só de grandes produções de cantores famosos se faz o YouTube Live. Ele também é uma ótima opção de transmissão para anônimos que querem ter uma plataforma de transmissão muito mais robusta e estável que o Facebook Live.

Por que usar o YouTube Live?

Entre os motivos pelos quais recomendamos o uso do YouTube Live estão:

  • Fácil de usar;
  • Plataforma muito mais robusta e estável;
  • Para quem quer disponibilizar o vídeo gravado após a live, é a melhor opção.

Aqui já temos a primeira grande vantagem do YouTube Live em relação ao Facebook Live, que é ter plataforma mais robusta, e uma ótima opção para publicar os vídeos após a transmissão ao vivo, de forma muito mais organizada e fácil de monetizar.

Se você está fazendo uma live que vai virar conteúdo posteriormente, ou que será divulgada para pessoas que não fazem parte de seu ciclo social e vai contar com divulgação externa, você com certeza vai preferir usar o Youtube Live.

Assim como o Facebook Live, o YouTube Live também é muito simples de usar, tanto em smartphones quanto em computadores.

Iniciando uma YouTube Live pelo smartphone

Youtube Live
Iniciando uma live pelo YouTube

Para começar uma transmissão ao vivo, na tela inicial do Youtube para smartphones, basta clicar no botão de câmera que fica no topo do app.

Facebook Live e Youtube Live
YouTube Live vai solicitar acesso à câmera e microfone

Assim como acontece no Facebook, na primeira transmissão em um dispositivo, o YouTube vai pedir permissão para acessar a câmera e o microfone.

Para iniciar uma transmissão ao vivo no YouTube basta clicar em “Iniciar vídeo ao vivo“. Porém, nem tudo são flores. Nem todos os canais do Youtube estão habilitados para realizar uma transmissão ao vivo de dispositivos móveis.

Na data da criação desse guia, apenas canais com pelo menos 1000 inscritos estavam habilitados para usar tal recurso.

Facebook Live x YouTube Live

Agora que já sabemos tudo sobre as duas plataformas, seus usos, forças, fraquezas e limitações, fica fácil decidir qual escolher para sua live.

O Facebook é melhor para lives casuais de grupos de amigos conhecidos enquanto o YouTube Live para transmissões mais robustas para públicos maiores.

Tags: , , , ,

Posts Relacionados

Menu